Esporte

Juazeirense elimina o Cruzeiro e está nas oitavas de finais da Copa do Brasil

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Cruzeiro está eliminado da Copa do Brasil. Nos pênaltis, a equipe do técnico Felipe Conceição perdeu por 3 a 2 para a Juazeirense, nessa quarta-feira, após ter sido derrotada no tempo normal por 1 a 0 no no Estádio Adauto Moraes, em Juazeiro. Na ida, a Raposa triunfou pelo mesmo placar.

As duas equipes tiveram chances de garantir a classificação antes dos pênaltis. Os donos da casa foram quem aproveitaram melhor as oportunidades, abrindo o placar aos 40 minutos do segundo tempo com Thauan. No último lance da partida, o zagueiro Ramon ainda acertou o travessão do time baiano.

Agora, o Cruzeiro passa a focar na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Após duas rodadas, o time mineiro ainda não pontou e está na lanterna da competição. No sábado, a Raposa recebe o Goiás, às 21 horas (de Brasília), no Mineirão. A Juazeirense, por outro lado, enfrenta o ASA, de Alagoas, às 16 horas de domingo no Adauto Moraes pela Série D.

O jogo – Juazeirense e Cruzeiro fizeram um duelo de poucas chances. O gramado ruim do Adauto Moraes não permitia longas trocas de passes, e as equipes precisaram apostar em cruzamentos e lançamentos.

A primeira oportunidade do primeiro tempo foi dos donos da casa. Aos 28 minutos, Clébson aproveitou o rebote e finalizou de primeira de fora da área, exigindo defesa de Fábio. O time mineiro respondeu com Bruno José, aos 34, em chute forte para fora após desvio de Ramon em cobrança de falta de Rômulo.

A segunda etapa foi mais movimentada. Logo aos sete minutos, Clébson levou perigo ao tirar tinta da trave cruzeirense em cabeçada. Na sequência, a Raposa chegou três vezes em três minutos. Nas duas primeiras tentativas, Bissoli chutou para a linha de fundo. Depois, Bruno José ficou cara a cara com Rodrigo Calaça, mas bateu em cima do goleiro. Aos 27, mais uma bola cruzada na área da Juazeirense. Dessa vez, Airton recebeu sem marcação, mas cabeceou para fora.

Nos minutos finais, a Juazeirense pressionou e encontrou o gol. Depois de desperdiçar grande oportunidade, Thauan aproveitou o cruzamento rasteiro de Kesley e, na pequena área, bateu com força para balanças a rede. O tento tardio levou o duelo para os pênaltis.

Antes das penalidades máximas, o Cruzeiro ainda teve a possibilidade de empatar o confronto. No último lance do jogo, Ramon ficou livre dentro da área e chutou na saída de Rodrigo Calaça, mas Waquinho tirou em cima da linha. No rebote, o zagueiro acertou o travessão. Após o apito final, os jogadores da Raposa reclamaram muito de que a bola teria entrado. Matheus Pereira e o técnico Felipe Conceição foram expulsos.

Nos pênaltis, Kanu, Wendell, Ian Augusto marcaram para a Juazeirense, enquanto Guilherme Lucena perdeu. Já pelo lado do Cruzeiro, Cáceres e Adriano balançaram a rede, mas Rômulo, Felipe Augusto e Matheus Barbosa desperdiçaram. Vitória da equipe baiana por 3 a 2.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comentários