Bahia

“É chamado de satanista”, diz polícia sobre ‘serial killer’ da Bahia

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Nesta terça-feira (15) completa uma semana desde que uma equipe com mais de 200 policiais procura por L. Barbosa, um baiano que ficou conhecido como o ‘Serial Killer de Brasília’, após matar quatro pessoas da mesma família no Distrito Federal. Na busca, policiais estão a pé, usando cães e cavalos. Eles também cercaram a mata entre o DF e o Entorno de Goiás, usando drones e um helicóptero.

L. Barbosa tem 33 anos e uma longa ficha criminal que inclui homicídio, estupro, roubo, latrocínio e porte ilegal de arma de fogo. Ele nasceu em Barra do Mendes, no sudoeste da Bahia. Lá iniciou sua vida criminosa e cometeu os primeiros assassinatos, ainda em 2007, quando tinha 19 anos. Em uma de suas passagens pela polícia, em 2013, ele respondia por roubo, porte de arma de fogo e estupro.

A saga de L. Barbosa começou no dia 9 de junho, quando ele matou uma família em Ceilândia, no Distrito Federal. Naquele dia, de acordo com o Correio Braziliense, o suspeito invadiu uma casa. Lá, ele matou Cláudio Vidal, 48, e os dois filhos, Gustavo Marques Vidal, 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, 15.

Após o triplo homicídio, ele fugiu levando a empresária Cleonice Marques, 43, refém. No entanto, a mulher conseguiu ligar para o irmão, que chegou à casa e encontrou os três corpos no chão, mas suspeito já tinha fugido levando a refém. Cleonice foi encontrada morta três dias depois, no sábado (12). O corpo estava em um córrego próximo a Sol Nascente, também no Distrito Federal. O cadáver estava sem roupa e com diversos cortes. (Fonte: Correio Brasiliense)


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comentários