Esporte

Delegações da Copa América já possuem 41 casos de Covid-19, registra Ministério da Saúde

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Ministério da Saúde informou, nesta segunda-feira (14), que 41 casos de Covid-19 relacionados com a Copa América foram confirmados. De acordo com a pasta, foram realizados 2.927 testes até o último domingo (13), com 31 positivos entre jogadores e integrantes das delegações, além de 10 prestadores de serviço. Todos os casos destes contratados para o evento foram de Brasília. Ainda de acordo com a pasta, estão sendo realizados testes de sequenciamento genético para análise de variantes nos casos confirmados. Os resultados devem sair em até duas semanas.

Antes mesmo de iniciar, a Copa América já somava 17 casos da doença. A primeira seleção a sofrer um surto de Covid-19 na delegação foi a Venezuela. Adversário do Brasil na estreia, os atletas desembarcaram em Brasília na noite da última quinta-feira (11) e, nos primeiros testes realizados, foram confirmados 13 casos na delegação.

Com o surto na Venezuela, a Conmebol modificou o regulamento da Copa América e acabou com o limite de substituições nos convocados por conta da Covid-19. Inicialmente, cada seleção só poderia substituir cinco jogadores da delegação por causa do vírus. Com a mudança, a Venezuela convocou 15 novos atletas para a competição. Após a Venezuela, também foram reportados casos de Covid-19 nas delegações de Bolívia, Peru e Colômbia.

Antes de seu primeiro jogo na Copa América, o astro mundial da Argentina e do Barcelona, Lionel Messi, disse que os atletas de sua seleção temem contrair Covid-19 durante a competição, em meio a uma série de infecções em times rivais. O atacante ainda falou que jogadores farão tudo que puderem, mas que às vezes não depende somente deles próprios.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comentários