Bahia

Conecta Bahia levará Wi-Fi gratuito a cidades baianas

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Implantar internet Wi-Fi gratuita e de alta qualidade em praças de diversos municípios do interior baiano. Esse é o objetivo do projeto Conecta Bahia, da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), que chegará a 54 cidades, entre 2021 e 2022.

A ação é um importante passo na popularização da internet no estado, oferecendo conexão a internet de forma gratuita, possibilitando ao cidadão acesso a uma variedade de serviços disponíveis na grande rede, como o SAC digital.

O coordenador geral de Infraestrutura de TI da Secti, Grinaldo de Oliveira, explica que, para além da capacidade de fornecer o acesso gratuito ao WiFi e aos serviços que podem ser acessados por ele, o Conecta Bahia pode se tornar uma boa ferramenta de comunicação entre a gestão pública e a população, integrando os cidadãos às iniciativas dos governos estadual e municipais.

“Por intermédio da utilização da tecnologia WIFI em praças, a administração pública poderá entender melhor as demandas da população, criando um canal ativo de participação do cidadão. No futuro, essas informações podem, inclusive, servir de base para a criação de políticas públicas”, afirma Grinaldo de Oliveira.

Para a secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação da Bahia, Adélia Pinheiro, as praças sempre representaram um elo entre a cidade e as pessoas que vivem nela. “Cada praça conta uma história diferente. É lá que muitas pessoas se conheceram, tiveram diversos momentos de lazer, encontros, eventos, etc. É uma cultura característica do nosso povo e das nossas cidades interioranas. Pensando em levar internet a um lugar público que reúna a população local, o projeto Conecta Bahia vai permitir o acesso ao Wi-Fi para que o cidadão, acima de tudo, tenha o direito de exercer à cidadania, seja através da busca por atendimentos, informações ou lazer”, destaca.

Adélia ressalta que o projeto poderá ser ampliado e contemplar praças da ciência ou prédios públicos da cidade. Além disso, ao fomentar a cultura da internet localmente, há uma expectativa para despertar pessoas em relação a área de ciência, tecnologia e inovação, e incentivar o uso das redes sociais para que fiquem por dentro das ferramentas digitais do Governo. No total, cada ponto vai permitir que até 250 pessoas possam utilizar a rede simultaneamente, que contará com placas informativas sobre o uso da tecnologia.

“O Governo do Estado considera a banda larga como estratégia estruturante, transversal e fundamental para o desenvolvimento econômico e social da Bahia, por isso, entre as 54 cidades, ao menos dois municípios de cada território do Estado serão contemplados”, conclui Adélia.

Secom Bahia


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comentários