Remanso

Câmara rejeita contas de Zé Filho e ex-prefeito perde direito de se candidatar pelos próximos oito anos

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Por sete votos a seis a Câmara de Vereadores de Remanso manteve na sessão ordinária desta noite de terça-feira (06/04), o parecer do TCM – Tribunal de Contas dos Municípios que opina pela rejeição das contas do ex-prefeito Zé Filho (José Clementino de Carvalho Filho – PSD).

O parecer do TCM mostra irregularidades de os matizes: começando pelo não cumprimento de obrigações nas datas até a elaboração de uma folha inteira de servidores da educação, falsa. Multa Zé Filho em valores que chegam a 200 mil reais e determina a devolução de recursos, comprovadamente desviados, no montante de 3 milhões de reais.

Cabe aos vereadores referendar o parecer técnico do TCM ou discordar, sendo necessário dois terços dos votos, nove votos, para que o parecer seja derrubado, que não foi alcançado.

Ao ex-prefeito foi oferecida a possibilidade de vir a plenário defender-se, o que ele recusou por escrito, dizendo que dispensava o defensor dativo e que não iria comparecer ao plenário, considerando que a defesa que apresentou ao TCM seria suficiente para os vereadores.

O resultado da votação, que será comunicado ao TCM e à Justiça Eleitoral, transforma o ex-prefeito Zé Filho em ficha suja, impedindo-o de participar de eleições nos próximos oito anos.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comentários