Remanso

Geovane Passos coloca Antônio Moura frente a frente com passado omisso

A sessão desta terça-feira (16/03) da Câmara de Vereadores de Remanso foi marcada por dois discursos. O primeiro proferido pelo vereador Antônio Moura (PSD), longo, no seu habitual tom raivoso, com uma relação das “realizações” de sua história política, citando entre elas a construção do prédio da Câmara, a extensão do abastecimento de água na cidade e a ampliação de dois postos de saúde.

Para Moura, falando do atendimento à saúde, “na nossa gestão o povo era atendido na Casa de Saúde de Dr. Carlos e na casa de saúde de Dr. Pedro”, criticando a situação atual, quando o prefeito Marcos Palmeira optou por oferecer melhores condições de atendimento dentro da Rede PEBA em hospitais de referência fora de Remanso.

A resposta, surpreendente, em tom respeitoso e calmo, veio do Vereador Geovane Passos (PODE): “Em relação ao colega, Antonio Moura, que eu tenho um grande respeito, não questionei sobre obras que tenha feito. Questionei foi Vossa Excelência vir aqui na tribuna criticar um governo que tem dois meses e passar 42 sem nunca falar dos governos que fazia parte” e listou: “Falou de algumas coisas que foram feitas, mas deveria falar do que não foi feito: as estradas de nosso município estão todas acabadas; em 2020 seu governo não pagou salários; saúde, que Vossa Excelência diz que está ruim, deveria falar que ela não arruinou agora não! Está ruim há muito tempo! Estão aí ha tanto tempo e nunca fizeram um hospital! Micareta, deveria falar porque acabou com a Micareta e porque não teve. Há quatro anos não tem Micareta”

Geovane listou ainda as quadras poliesportivas, “todas quebradas e destruídas” e os desmandos da administração anterior para o silêncio constrangido de Antonio Moura.

Ascom Geovane Passos

Comentários