Região

Garis recebem primeira dose da vacina contra a Covid-19 em Petrolina

O gari Eliomar de Souza Ramos, de 29 anos, conhece bem a dor de perder alguém querido para a Covid-19. Nos últimos três meses, ele viu o avô e o tio morrerem por causa da doença. Nesta quinta-feira (25), Eliomar e cerca de 100 profissionais que atuam na limpeza pública de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, receberam a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus. Um sopro de esperança para aqueles que exercessem um trabalho tão importante para a cidade.

“Devido à correria do trabalho e sobre as perdas que eu já tive, é muito importante [ receber a vacina]. A gente precisa estar atento e se precavendo. Se higienizar, manter o distanciamento e continuar se fortalecendo “, afirma Eliomar.

Petrolina é um dos primeiros municípios do Brasil a vacinar profissionais da limpeza pública. A primeira dose aplicada nos garis é da Coronavac, produzia pelo Instituto Butantan. A aplicação da segunda dose está prevista par daqui a 21 dias.

Segundo a prefeitura, a decisão de incluir os profissionais de limpeza na prioridade de imunização levou em consideração a essencialidade da profissão, que não pode ter as atividades interrompidas por aspectos ambientais e sanitários. Além disso, esses trabalhadores têm um nível de exposição de risco mais alto, segundo a Secretaria de Saúde.

Por se tratar de um pequeno grupo, os garis foram vacinados antes de outras categorias, como professores e policiais. A vacinação foi feita com o excedente de dose que vem em cada ampola. O Plano Nacional de Imunização (PNI) dá autonomia para que os municípios façam adaptações nos grupos de vacinação. A diretora de atenção básica de Petrolina, Lorena Andrade, explicou que a inclusão desses profissionais não atrapalha o plano de imunização para os grupos prioritários.

“O município está administrando todas as doses com muita responsabilidade no público-alvo, que são os idosos e profissionais de saúde, sem nenhum tipo de perda. Então, por conta disso, a gente conseguiu incluir um outro grupo, extremamente essencial, que são os profissionais da limpeza pública”.

Lorena destacou a importância dos profissionais para o combate ao vírus. “Justamente para que a gente garanta realmente a higienização dos domicílios, que a gente consiga retirar todo esse lixo do domicílio”, diz.

Para o gari Alan Claesio, a inclusão da categoria no plano de imunização traz mais segurança. “A gente se sente honrado, porque nem todos os trabalhadores de Petrolina têm essa oportunidade que a gente está tendo”.

“A gente fica muito feliz, graças a Deus. A gente está podendo fazer o nosso serviço na rua mais tranquilo, ao saber que chegar em casa não está botando nossas famílias em risco”, comemora Alan.
Trabalhado há dez anos como gari, Jack Souza, de 36 anos, lembrou que os profissionais de limpeza têm contato com objetos que podem estar com o vírus. “Estou muito feliz e mais tranquilo, mas queria pedir para a população separar melhor o lixo. As pessoas colocam máscaras e todo tipo de material nas sacolas sem nenhuma preocupação com a gente. Todos os dias passamos por isso e ficamos com medo. Felizmente, agora, com essa vacina, podemos trabalhar mais seguros”, alerta.

Comentários