Brasil

Brasil tem um novo pedido de impeachment contra Bolsonaro a cada 11 dias

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A cada onze dias um novo pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem sido protocolado na Câmara dos Deputados.

Foram 68 desde que Bolsonaro tomou posse até a primeira semana de fevereiro. Os assuntos são diversos e os pedidos foram escritos e protocolados por pessoas das mais diversas regiões.

Há juristas conceituados, como a ex-vice-procuradora-geral da República Deborah Duprat, e dois detentos do estado de São Paulo, que enviaram seus pedidos por cartas.

Um deles, João Pedro Bória Caiado de Castro, que cumpre pena em São Vicente, já inclusive havia pedido impeachment de Dilma Rousseff (PT).

Pessoas de uma mesma família escreveram pedidos, assim como dezenas de artistas reunidos em um movimento social. No universo político, figura obviamente a oposição, mas também ex-aliados do governo, como os deputados Alexandre Frota (PSDB-SP) e Joice Hasselmann (PSL-SP).

O ritmo de pedidos apresentados ganhou força em 2020. No ano anterior, haviam sido cinco, sendo que o primeiro, protocolado em 5 de fevereiro, foi arquivado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

O restante teve como destino a gaveta do ex-presidente da Câmara —e agora do novo presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL) —, formalmente classificados como “em análise”. As informações são da Folha de S.Paulo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comentários