Remanso

Direito de Resposta: Direito de Resposta: Marcos Palmeira usa carta aberta de professor anônimo para se manifestar

Venho por meio deste, assegurado pela Lei nº 13.188/2015, solicitar,  Direito de Resposta à uma publicação intitulada “Remanso: Educadores fazem campanha rebatendo pronunciamento de pré-candidato a prefeito (Marcos Palmeiras)” publicada no https://www.remanso-noticias.com/ .  Tomei conhecimento da manifestação de uma professora, que incluo nesse pedido.
Carta aberta ao gestor do município de Remanso.

Sou professora há 16 anos e sei o que é educação. Sei da necessidade dos nossos alunos e principalmente sei da necessidade dos professores de se manterem atualizados. Todo professor de verdade sabe disso. Todo professor sabe a importância da formação continuada e o quanto isso reflete nos resultados da educação. Caro Prefeito José Clementino Filho, peço que não nos desrespeite mais. Peço que Cumpra as leis e o Plano de Cargos e Salários. Peço que pague nossos salários em dia. Peço que não desvie dinheiro da educação. Professor precisa comer. Professor precisa ter energia pra continuar estudando, porque professor sabe que ninguém sabe tudo. Educação é um processo eterno. Gostaria que todos os gestores soubessem disso. Não tenho coragem de assinar essa carta, pois sei o que aconteceria comigo se me declarasse. Assim como todos os professores e funcionários contratados sabem o que acontece com quem ousa te contrariar ou contrariar sua secretária. Tem professor até sendo obrigado a lançar vídeo na internet. Seu comportamento é avesso à educação. Seu comportamento é avesso ao progresso. Escrevo essa carta para pedir consciência e para pedir atenção. Por favor, Zé Filho, professor não pode ficar em cabresto de prefeitura só porque não é concursado. Não estou escrevendo em favor de nenhum candidato, meu apelo não é político. Todos precisam entender: A Educação só funciona com liberdade.

Ass. Professora do município de Remanso.
O pronunciamento da Professora satisfaz plenamente meu direito de resposta e, valendo-me da Lei, solicito-lhe publicá-la com o mesmo destaque da matéria em que fui difamado. 

Ass. Marcos Palmeira.

Comentários

Leave a Response