Remanso

Remanso: Último a ficar preso na ‘Carro Fantasma’, ex-vereador tem liberdade concedida

Último a permanecer preso devido à Operação Carro Fantasma, o ex-vereador de Remanso, no Sertão do São Francisco, Jorge Brito Alves teve a liberdade decretada. Em decisão desta terça-feira (13), a Segunda Câmara do Tribunal de Justiça (TJ-BA) atendeu o habeas corpus impetrado pela defesa do ex-edil. Em agosto do ano passado, o mesmo TJ-BA negou liberdade para o vereador. Ele estava preso após descumprir medidas cautelares.

Alves foi um dos envolvidos na operação deflagrada no dia 21 de novembro de 2017. Além dele tinham sido detidos o ex-prefeito Celso Silva e Souza, o irmão dele, ex-secretário de administração Arismar Silva e Souza e o presidente da Câmara Cândido Francelino de Almeida, além de outros quatro vereadores.

Segundo o Ministério Público do Estado (MP-BA), os acusados são suspeitos de desviar cerca de R$ 10 milhões entre 2014 e 2016. Os crimes ocorriam em contratos de locação de veículos que não existiam. O dinheiro desviado também servia para gastos particulares, dívidas de campanha e compra de apoio político.

Ainda conforme a denúncia, o vereador também promovia a aprovação de projetos de leis encaminhados pelo ex-prefeito, autorizando doações ilícitas de imóveis públicos municipais a “laranjas” de agentes públicos. Os outros acusados que foram soltos cumprem medidas cautelares, mas continuam respondendo ao processo.

Bahia Notícias

Comentários

Leave a Response