Futebol

Bruno Henrique faz dois e Flamengo vence o Inter pela Libertadores

A torcida do Flamengo lotou o Maracanã, nesta quarta-feira (21) para o primeiro jogo diante do Internacional pelas quartas de final da Copa Libertadores e saiu feliz. A equipe carioca bateu os gaúchos por 2 a 0 e agora decide a vaga na próxima semana (28) jogando no Beira-Rio, em Porto Alegre. A vantagem do fator campo e torcida foi fundamental para a vitória flamenguista, que foi embalado por milhares de vozes nos 90 minutos da partida.

O Flamengo fez jogo de cena durante a semana, na tentativa de ludibriar o técnico Odair Hellmann, do Inter. Os jogadores Gabriel Barbosa, o Gabigol, e o meia uruguaio Arrascaeta foram dados como fora de jogo. Gabriel devido um problema na coxa esquerda. Já Arrascaeta teria sido acometido por uma virose. Quando as escalações foram passadas, ambos estavam lá, titulares como sempre foram.

O Flamengo, como dono da casa, saiu para cima do Inter e fez a proposta de jogo. Primeiro, explorou o lado esquerdo do seu ataque, buscando triangulações entre Filipe Luiz, Arrascaeta e Bruno Henrique. Mas por ali o Inter era forte com o lateral direito Bruno e o zagueiro Rodrigo Moledo caindo por aquele setor. As melhores chances para o Flamengo só surgiram quando o time passou a explorar o lado direito do seu ataque, com as subidas de Rafinha, Gabriel e Bruno Henrique.

Aos 18 minutos, a primeira chance para o rubro-negro. Bruno Henrique evoluiu pelo meio e bateu forte, obrigando o goleiro Marcelo Lomba, do Inter, a botar para escanteio. Aos 28 minutos, novamente Bruno Henrique, agora num cabeceio, e com nova defesa de Lomba. Quase ao final do primeiro tempo, Gabriel ficou sozinho à frente de Marcelo Lomba, mas errou o chute.

O Flamengo veio para a segunda etapa com a mesma proposta de jogo: tentar acuar o Inter. Jorge Jesus tirou Arrascaeta de campo para a entrada de Gerson, também um bom condutor de bola, mas que joga em mais velocidade. Mas a equipe gaúcha passou a jogar marcando a saída de bola do Flamengo, a tão conhecida marcação alta. Isso poderia expor o Inter a contra-ataques, mas também dificultava para os cariocas, que tinham dificuldade para evoluir com a bola dominada.

E a marcação alta do Inter foi fundamental para o Flamengo construir sua vitória. Em dois contra-ataques, Bruno Henrique marcou duas vezes e deixou sua equipe eprto da semifinal. No primeiro deles, aos 30, o camisa 27 carregou a bola e foi desarmado. A bola sobrou com Gerson, que encontrou o companheiro sozinho, para apenas rolar para o gol vazio. Três minutos mais tarde, Bruno recebeu passe açucarado de Gabigol e chutou no canto direito de Marcelo Lomba: 2 a 0.

Comentários

Leave a Response