Região

Sento-Sé: Nada é tão ruim que não possa piorar

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

saudesentoseacabado

A quantidade de matérias denunciando o descaso com os serviços públicos aqui, é maior e em pior situação do que em qualquer outro município, pelo menos da região. Ao tentar pegar a medicação de controle da “diabete”, hoje 08 de junho, ouvi da senhora atendente do postinho de saúde que está em falta os dois (“glibenclamida 5mg e metformina 850 mg”), e, tem faltado, “constantemente”, remédios para hipertensos, diabéticos e de uso hospitalar.

Eu já pedi ao Ministério Público para botar a “prefeitura” pra assinar o TAC – Termo de Ajustamento de Conduta, que é um mecanismo que pode e deve ser usado para garantir que a sociedade tenha, pelo menos, os serviços essenciais funcionando, e, “não entendo” como é que um órgão tão importante e poderoso, “omite” a tamanho descaso, falta de respeito e responsabilidade com os direitos mínimos da população. A manutenção desses medicamentos depende da organização mínima do setor de saúde, pois são “doados”. Sem falar nas muitas pessoas que já morreram de fora para dentro e de dentro para fora do Hospital Municipal, essa grave situação continua piorando a saúde ameaçando a vida de pessoas.

Em outros períodos ficou claro que apesar das dificuldades de se administrar um município, mas, pelo menos é possível manter os serviços públicos funcionando em condição, mesmo que razoável.

Tomara que não venha botar fogo na minha casa, nem atentar de qualquer forma contra minha vida por exercer o meu papel de cidadão defensor dos serviços públicos e dos direitos sociais.

Informações:Laurenço Aguiar


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comentários