Mundo

Governo do Iraque anuncia morte de vice-líder do grupo Estado Islâmico

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Al-Afri era procurado pelo governo americano (Foto: Departamento de Estado dos EUA/Divulgação)
Al-Afri era procurado pelo governo americano
(Foto: Departamento de Estado dos EUA/Divulgação)

Número 2 do grupo jihadista estava em mesquita bombardeada. Vice-líder do EI estaria em um encontro com outros militantes.

O Ministério da Defesa do Iraque anunciou nesta quarta-feira (13) a morte do “número dois” do grupo extremista Estado Islâmico, Abu Alaa al-Afri, e de outros integrantes da organização durante uma coalizão aérea a uma mesquita, onde, segundo a agência Reuters, o vice-líder do EI estaria em um encontro com outros militantes.

De acordo com um comunicado do governo iraquiano, o ataque aéreo ocorreu “baseado em informações da inteligência militar”.

Abu Alaa al-Afri, cujo nome verdadeiro é Abdul Rahman Mustafa Mohammed, tem etnia turca e é natural da cidade de Tel Afar, no Iraque.

Depois que o comando do EI autoproclamou o califado, ele foi pensado para ser o segundo nome na liderança, abaixo de Abu Bakr al-Baghdadi, o chefe do grupo extremista.

Ainda na quarta, o comando militar americano (Centcom) no Oriente Médio desmentiu que um avião da coalizão tenha bombardeado uma mesquita. “Podemos confirmar que os aviões da coalizão não bombardearam a mesquita, como alegam muitos veículos de imprensa”, informou o Centcom em um comunicado.

Esta declaração foi feita depois que o ministério iraquiano da Defesa anunciou, em um comunicado, que a coalizão internacional, liderada pelos Estados Unidos, dirigiu um ataque aéreo contra vários líderes do EI, incluindo o número dois da organização extremista sunita, Abu Alaa al Afri.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comentários