Brasil

Campanha da Fraternidade 2018 será lançada nesta quarta-feira (14)

A Campanha da Fraternidade será lançada na quarta-feira em todo o país. Neste ano, o tema será “Fraternidade e superação da violência”. Em Florianópolis, o arcebispo metropolitano, Dom Wilson Tadeu Jönck, concederá entrevista ao lado do futuro secretário de Segurança Pública, o advogado e professor de Direito, Alceu de Oliveira Pinto Junior, e do subcomandante-geral da Polícia Militar, coronel Araújo Gomes.

Coordenada pela CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) e realizada no período da Quaresma, a Campanha da Fraternidade envolve todas as comunidades cristãs católicas do Brasil. “Deseja-se refletir a realidade da violência, rezar por todos os que sofrem violência e unir as forças da comunidade para superá-la. Pretende-se, ainda, lançar um olhar para os impasses que, há décadas, dominam as políticas públicas de segurança”, informa a CNBB.

Nos cinco primeiros meses de 2017, somente em três semanas, foram assassinadas no Brasil mais pessoas do que o total de mortos em todos os ataques terroristas no mundo, os quais envolveram 498 casos, resultando em 3.314 vítimas. Os dados são do Atlas da Violência 2017, produzido pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).

Em Santa Catarina, segundo estatística da Secretaria de Estado da Segurança Pública, no ano de 2017, foram registradas 985 vítimas de homicídio. O que equivale a 14,3 mortes a cada 100 mil habitantes. Em janeiro de 2018, a SSP-SC contabilizou 79 mortes no Estado. Na Capital, foram 150 vítimas de homicídio durante 2017, segundo a SSP-SC, o que corresponde a 31,4 homicídios a cada 100 mil habitantes. Em janeiro de 2018, foram 13 mortes.

“Ninguém nasce violento. Contudo, a pessoa pode vir a ser violenta. O comportamento violento pode ser aprendido na família e reaplicado socialmente nas relações ao longo da vida”, completa a CNBB.

Siga-nos no Facebook

Publicidade