Futebol

Kazim marca de peito e Corinthians vence o Avaí

O título do Campeonato Brasileiro está próximo para o Corinthians. E mais uma vez a vitória veio de quem menos se esperava. Kazim, um dos jogadores mais criticados pelos torcedores, marcou o gol do triunfo por 1 a 0 sobre o Avaí, que deixa a equipe com chances de garantir a taça já na quarta-feira.

O turco não marcava desde o dia 18 de fevereiro. Quase nove meses depois, aproveitou a ausência de Jô e, ao seu estilo, estabanado, mas de muita vontade, fez o gol da vitória sobre o time catarinense no Itaquerão e desabafou. Correu, arrancou a bandeirinha de escanteio e foi na galera comemorar. Um desabafo justo para quem é motivo de piada até mesmo entre torcedores do próprio time.

Na partida contra o Atlético-PR, Giovanni Augusto, que não marcava há mais de um ano, foi quem garantiu a vitória. Com o resultado, o Corinthians pode ser campeão na quarta, diante do Fluminense, também em sua arena. Basta vencer o rival carioca e torcer para que o Grêmio não derrote o Vitória neste domingo e o São Paulo na quarta que vem.

O primeiro tempo do duelo deste sábado foi a disputa de ataque contra a defesa. O Avaí não fez mais do que um chute de longa distância, facilmente defendida por Caíque, que não precisou sequer suar o uniforme. Ao contrário de Douglas, que fez pelo menos duas boas defesas. Foram 11 finalizações do Corinthians e uma do time catarinense.

Apesar do domínio, faltou inspiração ofensiva para a equipe de Fábio Carille. O time alvinegro parecia não saber o que fazer para chegar ao gol. Além de se fechar, o Avaí tentava explorar os contra-ataques através dos lançamentos de Marquinhos, que acabavam interceptados por Pablo e Balbuena.

No intervalo, Carille colocou Jadson no lugar de Camacho. Precisava de alguém para criar e não desarmar. Por isso promoveu esta mudança. A pressão na segunda etapa permaneceu até que, aos três minutos, Guilherme Arana cruzou, Kazim desviou de peito e abriu o placar. O gol do desabafo do turco, que deixou o Corinthians muito perto do título.

A mudança no placar fez o time da casa diminuir o ritmo e o Avaí saiu da defesa, pois a derrota pioraria sua situação para sair da zona de rebaixamento. Apesar do esforço e de sustos que deu na defesa corintiana, principalmente em um lance no finalzinho do jogo no qual Caíque França precisou fazer uma importante defesa, não conseguiu o empate. Para o jogo de quarta, talvez o do título, Balbuena está suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Já o Avaí estacionou nos 35 pontos e na penúltima posição do Brasileirão, fato que aumentou ainda mais o risco de rebaixamento à Série B. Desesperada, a equipe tentará buscar uma reação na próxima quarta-feira, quando enfrenta o Cruzeiro às 19h30, no Mineirão, em Belo Horizonte.

Siga-nos no Facebook

Publicidade